O que motiva a diarreia, causas, sintomas e tratamento da diarreia, identificando formas de a diagnosticar e classificar, para definir os procedimentos necessários à sua cura. Detalhamos em particular as situações de diarreia em crianças e bebés, assim como as que ocorrem em mulheres durante a gravidez.


Diarreia aguda em crianças

A diarreia aguda com fezes líquidas, ocorre de modo comum em crianças, podendo surgir entre 1 a 2 vezes a cada ano, especialmente em crianças que frequentam infantários ou tem irmãos a frequentar infantários.
A diarreia aguda é uma doença auto-limitada, ou seja, cura-se de modo espontâneo, durando menos de 15 dias. Apenas, quando a diarreia permanece para além de um período de 15 dias é que já não poderemos defini-la como diarreia aguda.
As causas que motivam a diarreia são variadas, mas na maior parte dos casos é devida a uma infeção no intestino. Muito raramente pode ter como causa uma infecção não intestinal.
Depois da ocorrência do contágio, as bactérias e os vírus atuam a nível da mucosa no intestino, através de um ou mais, de três mecanismos possíveis, nomeadamente:
- Libertação de toxinas,
- Invasão;
- Destruição celular.

Independentemente do mecanismo que motiva a diarreia, teremos sempre aumento do número de evacuação e diminuição na consistência das fezes, motivando a eliminação de água e de sais minerais, podendo resultar em desidratação aguda ou má nutrição, se ocorrerem durante muito tempo ou com muita frequência. Muitas vezes surgem vómitos, podendo contribuir para uma desidratação aguda.
Depois de uma diarreia aguda, podem surgir algumas condições que contribuam para que esta se mantenha ao longo do tempo, principalmente se houver necessidade de recorrer a medicamentos, antibióticos ou demora na ingestão normal de alimentos.
Existem 2 tipos de diarreia infecciosa:
- Aquosa, onde existe perda acentuada de água através do intestino delgado, sem sangue e sem muco, com poucos sinais de doença, que são normalmente causados por vírus;
- Inflamatória, onde existe disenteria, devido a infeção do intestino grosso, motivando febre, dores abdominais, estado tóxico, fezes com sangue e muco, aumento do numero de evacuações em determinado período de tempo, fezes esverdeadas com mau cheiro e possíveis convulsões, provocadas por várias bactérias.

Vómitos são comuns em qualquer tipo de diarreia.
Durante a infância, a maior parte das diarreias infecciosas são virais, do tipo aquoso, e normalmente são causadas por Rotavírus ou adenovirus, tendo uma maior probabilidade de ocorrerem durante o inverno, afetando principalmente crianças com menos de 2 anos de idade.
Os antibióticos devem eliminar a ocorrência de bactérias nas fezes, principalmente nas Salmoneloses, pelo que não são recomendados em casos de diarreias agudas infecciosas que não sejam complicadas.

Índice dos artigos relativos a Diarreia
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL