O que motiva a diarreia, causas, sintomas e tratamento da diarreia, identificando formas de a diagnosticar e classificar, para definir os procedimentos necessários à sua cura. Detalhamos em particular as situações de diarreia em crianças e bebés, assim como as que ocorrem em mulheres durante a gravidez.


Abordando a diarreia nas crianças

O número de fezes produzidas num dia varia de acordo com a dieta e a idade da criança. Na diarreia, as fezes contêm mais água do que o normal, sendo frequentemente chamadas de fezes moles ou líquidas. Elas também podem conter sangue, caso em que a diarreia é chamada de disenteria.
As mães geralmente sabem quando seus filhos têm diarreia. Quando a diarreia ocorre, elas podem dizer que as fezes têm um cheiro forte ou são produzidas ruidosamente, tendo um aspeto solto e aguado. Ao falar com as mães de diversos locais, muitas vezes encontram-se mais definições para diarreia. Em muitas sociedades, designa-se de diarreia quando ocorrem 3 ou mais fezes moles ou líquidas num dia.
A diarreia é muito comum em crianças, especialmente naquelas que têm entre 6 meses e 2 anos de idade, sendo também comum em bebês com menos de 6 meses de idade que estão bebendo leite ou fórmulas infantis de leite de vaca.
Passagem frequente de fezes normais não é diarreia.
Bebês que são amamentados têm frequentemente fezes que parecem macias; mas estas não são sinônimo de diarreia.

Diarreia aguda começa de repente e pode continuar por vários dias, sendo causada por uma infeção do intestino.
A diarreia persistente é a diarreia, que começa como diarreia aguda, mas tem a duração de 14 dias ou mais.

O zinco é um micronutriente importante para a saúde e desenvolvimento global da criança. O zinco é eliminado em maior quantidade durante a diarreia. Substituir o zinco perdido é importante para ajudar a criança a recuperar e a manter-se saudável nos próximos meses.

Índice dos artigos relativos a Diarreia
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL